Páginas

sábado, 31 de dezembro de 2011

Mensagens de feliz ano novo : Charge 2012 , Raquel , Marly e Márcio





Mãe, você me pergunta se eu acredito em Deus. Eu te pergunto; que Deus?
Tem sido minha missão te mostrar Deus no homem, pois somente no homem ele pode existir. Não há homem pobre ou insignificante que pareça ser que não tenha uma missão.
Todo homem por si só influencia a natureza do futuro. Através de nossas vidas nós criamos ações que resultam na multiplicação de reações.
Esse poder que todos nós possuímos, esse poder de mudar o curso da história, é o poder de Deus.
Confrontado com essa responsabilidade divina, eu me curvo diante do Deus dentro de mim.

(Stuart Angel)


Aos amigos, companheiros de ideais e de jornada;

Desejo que o novo ano seja próspero de ações positivas, de conquistas sociais e evolução espiritual,
que abracemos causas justas para defendermos com instrumentos pacíficos, amorosos e sensatos e com a sabedoria necessária para enxergar o que é melhor para todos os seres da natureza, porque enquanto algum ser estiver mal, todos nós padeceremos.
Desejo que a missão de cada um de nós seja cumprida a cada dia do novo ano com a determinação que nos instiga a fazermos o melhor, nos despertando do sono da ignorância, amando o que fazemos, respeitando nossas convicções e as praticando de verdade, mesmo quando não tiver ninguém olhando.
Que no primeiro dia do novo ano possamos tomar posse de nós mesmos com coragem para sermos autênticos e sensibilidade para nos compadecermos diante das dificuldades do próximo, porque só com a libertação coletiva é que deixaremos de construir prisões individuais em nossas vidas.

Feliz Ano Novo.

Raquel Bencsik Montero

____________________________________________________

Feliz e Próspero Ano Novo a todos e que o vegetarianismo possa ter mais e mais espaço e reconhecimento como a opção alimentar digna do ser humano civilizado.

Marly Winckler
http://www.ivu.org/ / http://www.uvla.org/

___________________________________________________  

Não espere em DEUS a solução dos problemas da Humanidade, arregasse as mangas e vá a luta, nem que a sua luta seja somente de se indignar
(Marcio Francisco )
                                O BLOG DE MARCIO FRANCISCO
             A prefeita de Ribeirao Preto disse que Foi Tiradentes que gritou independencia ou morte
                                      www.marciofrancisco.blogspot.com
                                       Vejam meu outro blog de videos e politica
                                       www.atrombetadopovo.wordpress.com

 Sou o Jornalista que junto com o jornal Correio Braziliense descobriu e denunciou o jatinho de U$$ 7 milhões que derrubou o Ministro Wagner Rossi.Ajudei o Brasil.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

01 - Confirmado a favela ficou / 02 – CDHU / 03 - CPI da Cohab / 04 – Denúncias contra Baleia Rossi / 05 – Presidente Dilma publica nova regulamentação para entrega de casas

Informativo do Movimento

PRÓ MORADIA E CIDADÂNIA
       Editorial

28/12/2011

Assunto – Confirmado: Entorno ao aeroporto - A Favela ficou


Processo de Desfavelamento muda e o pano de fundo agora se confessa  como  pauta principal

O Processo de Desfavelamento divulgado como objetivo primeiro na promoção da dignidade humana mostrou a sua face cruel da subserviência do poder público  ao verdadeiro poder – o econômico-  porque se revelou apenas como pano de fundo para a regularização precipitada de um zoneamento de ruídos do aeroporto, que não existe .
Para evitar despejos e prováveis ocorrências policias  , a exemplo das atrocidades cometidas contra os moradores da Favela da Família, que geraram  um enorme desgaste político,  a atual administração substituiu o processo de Desfavelamento das Favelas próximas ao aeroporto, por desocupação parcial conforme constatamos na matéria divulgada pela imprensa abaixo :

A Cidade - Quarta, 28 de Dezembro de 2011 - 20h49
Prefeitura retira 232 famílias da Favela da Mata
A Prefeitura de Ribeirão Preto começou nesta quarta-feira e finaliza hoje a retirada de 232 famílias da Favela da Mata, no Jardim Aeroporto. O grupo, inscrito na lista da Cohab-RP (Companhia Habitacional Regional de Ribeirão Preto) desde 2007, será levado para o Conjunto Paulo Gomes Romeo, na região Oeste da cidade (leia mais na p. A3).
A retirada das pessoas é realizada para a futura ampliação do aeroporto Leite Lopes. No entanto, cerca de 250 famílias continuarão na favela.
"Nós estamos deslocando as famílias que têm a documentação pronta para o Paulo Gomes. As outras vão ocupar os locais que estão ficando vagos na rua Itápolis", afirmou o secretário da Casa Civil, Layr Luchesi Jr.
De acordo com o secretário, todas as casas próximas ao muro do aeroporto serão destruídas. "As casas do beco central da favela para trás serão mantidas", afirmou.....
O presidente da Associação dos Moradores da Favela da Mata, Clodoaldo Marques, 48 anos, foi sorteado, no dia 8 de dezembro, para ter direito a uma casa, mas não está muito feliz.
"Fico triste porque metade dos moradores daqui está ficando para trás e não acredito que eles sejam chamados em março", comentou.
Fonte :  Jornal A Cidade – 28/12/11

_____________________________________________________________ 


CDHU aperta regras para revenda de casa
Mutuários da CDHU vão ter de pagar por dez anos as parcelas da casa própria antes de passar o imóvel para a frente. O governo estadual sancionou lei que aumenta o prazo, antes de dois anos.

A medida visa combater a especulação imobiliária sobre moradias populares, afirma Silvio Torres, secretário da Habitação. "Vai acabar com gente aproveitadora que pega casas e vende antes mesmo de ocupar. Não se pode ganhar dinheiro às custas do governo, que subdsidia para quem precisa", declara.
Em Ribeirão, a companhia é responsável por 5.977 unidades. A transferência fora das normas é a principal irregularidade constatada entre mutuários, diz Milton Vieira Souza Leite, diretor regional da CDHU.
"Quanto maior o município, maior o número de oportunistas", comenta, sem citar quantos processos correm na Justiça.
A nova lei vale inclusive para os que já foram contemplados anteriormente
Fonte : A Cidade - Quarta, 28 de Dezembro de 2011

________________________________________________
















































Encaminhamentos do Romero - Avaaz e a marcha da democracia

From: reinaldo romero <rtromero@hotmail.com>

Olha isso e colabore.....

Date: Tue, 27 Dec 2011 08:10:01 -0500
From: avaaz@avaaz.org
Subject: Avaaz e a marcha da democracia - faltam 5 dias!
Uau, que resposta surpreendente -- estamos chegando rapidamente à nossa meta para sustentar a Avaaz em 2012 -- já alcançamos 75% do nosso objetivo! Aqui está o e-mail --
Caros amigos,
É simplesmente maravilhoso poder finalmente se juntar com outras pessoas desse planeta, levantar-se, ser ouvida. Estou muito feliz e orgulhosa de fazer parte da Avaaz. Algumas vezes não consigo acreditar que isso está realmente acontecendo! OBRIGADA... do fundo do coração para todas as pessoas que fazem parte deste movimento, unidos em um espírito comum.
-- Alexandra, membro da Avaaz na Alemanha
Algo grande está acontecendo. Da Praça Tahrir à Wall St., de jornalistas cidadãos vertiginosamente corajosos na Síria a milhões de cidadãos que vencem campanha após campanha online, a democracia está em movimento. Não a democracia sensacionalista para a mídia, a democracia corrupta ou das eleições a cada quatro anos. Algo muito, muito mais profundo. Lá no fundo de nós mesmos estamos nos dando conta do nosso próprio poder para construir o mundo que sonhamos.
A marcha da democracia está varrendo o mundo, e em cada lugar em que ela está surgindo, a Avaaz está lá. Juntos, tivemos um papel importante vencendo enormes campanhas anti-corrupção no Brasil, Índia e Itália, parando a marcha de dominação mundial do poderoso Robert Murdoch, alcançando grandes vitórias ambientais que incluem o salvamento de baleias e a proteção dos oceanos, furando a censura durante os levantes da Primavera Árabe e provendo financiamento vital e proteção para grupos de democracia do Zimbábue, Mianmar e Síria.
Há mais de 10 milhões de nós agora e cada vez mais estamos vencendo. Com mais de 1000 campanhas, estamos de fato construindo o mundo que a maioria das pessoas quer. E estamos apenas começando.
É surpreendente, mas até recentemente apenas 10.000 de nós tornava nossa comunidade inteira uma realidade, com pequenas doações mensais de $3 ou $5 (o preço de um café), que financiam todas as despesas da Avaaz. Mas para aproveitar esse momento e triunfar, precisamos acelerar -- e para isso estamos buscando dobrar o número de "mantenedores" semanais antes do fim do ano, duplicando nossa capacidade de fazer todas as coisas que fazemos. Já atingimos 60% dessa meta! Clique abaixo para se juntar à marcha da democracia e "dar ao mundo uma xícara de café":
https://secure.avaaz.org/po/sustain_avaaz_dec11_po_/?vl

Uma pequena doação semanal, porém constante, ajuda a Avaaz a se planejar de maneira responsável para custos a longo prazo, com a nossa pequena equipe, porém incrível, o nosso site e tecnologia, e a segurança do nosso sistema (que se torna mais cara quando nossos alvos de campanha são obscuros!). Significa também que nós temos a habilidade de responder rapidamente a crises, quase simultaneamente a quando elas ocorrem e agir rapidamente quando surgem oportunidades de mobilização.
Uma doação pequena de $3 ou $5 por semana, vindo de mais 10.000 membros da Avaaz, permitirá que a nossa comunidade expanda seu trabalho no ano que vem, ajudando a salvar vidas em emergências humanitárias, protegendo o meio ambiente e a fauna, lutando contra a corrupção política e o crime organizado e pressionando pela paz e o fim da pobreza.
Doações para a Avaaz têm um impacto duplo -- porque as nossas doações não geram apenas mudanças imediatas através de campanhas específicas, mas ajudam a construir uma comunidade que irá causar mudanças sociais por décadas futuras. É um investimento imediato e com resultado a longo prazo para o futuro dos nossos filhos e do planeta. Clique para contribuir:

https://secure.avaaz.org/po/sustain_avaaz_dec11_po_/?vl

A captação de recursos é geralmente um problema para organizações dedicadas a questões sociais. Doações de governos e empresas iriam ameaçar profundamente a nossa missão. Financiamento de grandes doadores geralmente vêm com exigências. E táticas diretas como telemarketing, captação por correspondência e solicitação nas ruas geralmente custam quase tanto quanto arrecadam! Por isto que o modelo da Avaaz – doações online de pessoas físicas – é a melhor maneira já vista de financiar esforços sociais e esta é uma das qualidades mais promissoras da nossa comunidade.
Se nós conseguirmos multiplicar o número de mantenedores que temos, poderemos dar uma alavancada gigante na nossa comunidade e impacto das campanhas. Mal posso esperar.
Eu sei que doar é um ato de esperança e confiança. Eu tenho um senso de responsabilidade enorme de ser o guardião desta esperança e a minha equipe e eu somos profundamente comprometidos em respeitar a confiança que você deposita em nós com a sua esperança, tempo e recursos. Estamos construindo algo especial e se continuarmos a acreditar um no outro, qualquer coisa será possível.
Com esperança e gratidão por essa incrível comunidade,
Ricken Patel - Avaaz

PS.: Caso você ainda esteja em dúvida, veja outros 11 motivos para doar para a Avaaz :)

Primeiro motivo – O nosso trabalho funciona
Com 10 milhões de membros em todos os países do mundo, capazes de se mobilizar a qualquer momento em torno de necessidades e oportunidades prementes, a Avaaz funciona. Juntos, salvamos vidas no Haiti e em Mianmar, revertemos políticas estatais do Brasil ao Japão e tivemos vitórias em tratados internacionais sobre temas que abrangem desde a proibição de bombas de fragmentação até a preservação de oceanos. O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, disse o seguinte sobre a Avaaz: “Vocês são movidos pelo idealismo do mundo... Não subestimem o impacto que vocês exercem sobre as lideranças mundiais”. A revista The Economist diz que a Avaaz está “pronta para soar um toque de despertar para as lideranças do mundo”. E Al Gore diz: “A Avaaz é inspiradora e já fez uma diferença”. Nossa organização tem apenas cinco anos de existência e cresce com rapidez. Quanto mais nossos membros se envolverem e fizerem doações, mais impacto teremos.
Faça uma doação aqui: https://secure.avaaz.org/po/sustain_avaaz_dec11_po_/?vl

Segundo motivo – Uma doação para a Avaaz é um investimento com retornos permanentes em transformação social
Na Avaaz, as doações financiam campanhas de grande impacto que também recrutam mais participantes. Mais participantes significam mais doações – e, consequentemente, mais impacto. Assim, com sua doação você não estará apenas concretizando uma transformação específica, mas também ajudando uma comunidade a crescer com mais membros que multiplicarão nossa doação muitas vezes – uma comunidade que será uma fonte permanente e crescente de transformações. Esse tipo de impacto duplo e permanente tem um imenso valor filantrópico.

Terceiro – Não temos burocracia
A Avaaz é uma gigantesca rede de cidadãos, mas nossa organização é minúscula: temos apenas algumas dúzias de organizadores de campanhas trabalhando em tempo integral, prestando apoio operacional e tecnológico. A maioria das grandes ONGs de atuação mundial tem equipes com centenas ou mesmo milhares de membros. Nosso pequeno porte significa que não temos tempo para burocracia, administração em vários escalões, nem para nos concentrar em outra coisa além de resultados.
Quarto motivo – Temos auditorias regulares e responsabilidade fiscal

Hoje em dia há muito medo sobre o uso do dinheiro de doações. A maior parte desse medo não tem explicação: a maioria das organizações está cheia de boas pessoas com boas intenções. Na Avaaz, você pode ter certeza de que isso não acontece – em parte, porque somos obrigados por lei a passar por auditoria a cada doze meses. Essa auditoria é extremamente abrangente, minuciosa e verifica todos os aspectos de nossos livros e práticas financeiras. Fomos auditados quatro vezes desde o início de nossas atividades e todas as vezes ganhamos um atestado de saúde absolutamente irrepreensível (para mais detalhes, clique aqui).
Quinto motivo - Temos uma equipe de primeira linha que faz um trabalho excelente
Fazer campanhas, ativismo e transformação social é algo sério – quanto mais competente for a equipe, mais impactos terão nossas doações. A Avaaz atrai literalmente os melhores organizadores de campanha e ativistas do mundo. Muitos dos nossos diretores de campanhas se juntaram à Avaaz após trabalharem como CEOs de organizações de ativismo multi-milionárias bem-sucedidas e muitos têm formação das melhores universidades do mundo.
Faça uma doação: https://secure.avaaz.org/po/sustain_avaaz_dec11_po_/?vl

Sexto motivo – Somos 100% independentes
A Avaaz não recebe absolutamente nenhum recurso de governos, nem de empresas. Isso é de máxima importância para garantir que nossa voz seja determinada exclusivamente pelos valores compartilhados por membros e não por um grande financiador ou agenda. Embora tenhamos recebido doações iniciais de organizações parceiras e entidades beneficentes, atualmente 100% do orçamento da Avaaz provém de pequenas doações via internet. Isso significa que a única agenda que temos de seguir é aquela determinada pelo povo.

Sétimo motivo – Repassamos o dinheiro quando isso fizer sentido, apoiando as melhores iniciativas

A Avaaz doou quase US$5 milhões a outras organizações, porque vimos que essas organizações estavam melhor posicionadas que nós para gerar impacto em determinada problemática. Por exemplo, demos US$ 1.6 milhões aos monges e grupos humanitários de Mianmar e US$ 1,3 milhões a organizações humanitárias do Haiti (veja este vídeo de grupos que receberam nossas doações), e mais de US$1 milhão para organizações de ajuda humanitária no Paquistão – Nosso modo de apoiar outras organizações também é importante para nós. A maioria das fundações tem processos e barreiras infindáveis que as tornam lentas, burocráticas e conservadoras quanto aos riscos de apoiar uma causa de ativismo. A Avaaz encontra as melhores pessoas e organizações e não tenta controlá-las nos mínimos detalhes – nós apenas lhes damos a autonomia para fazer o que fazem de melhor.

Oitavo motivo – Somos políticos (isso é muito importante)
A maioria das entidades beneficentes oferece dedução do imposto de renda para suas doações. Porém, isso significa que elas são, de certa forma, financiadas parcialmente pelos contribuintes e o Estado usa isso para impor uma série de regras pesadas capazes de controlar o que as entidades podem ou não podem fazer. A principal dessas regras é a restrição sobre o que se pode dizer para criticar, apoiar ou atacar um político. A Avaaz é um caso muito raro, no sentido de que nossas doações não são dedutíveis do imposto de renda e, portanto, estamos 100% livres para dizer e fazer o que for necessário a fim de fazer as lideranças mundiais ouvirem a voz do povo. Como há tantas problemáticas importantes pelas quais se luta, com ou sem sucesso, na esfera política, isso nos torna muito mais eficientes que grupos de ativistas que se esquivam de expressar em público sobre política.

Nono motivo – Atuamos em áreas de grandes necessidades e oportunidades
A maioria das organizações se concentra em uma única problemática durante um longo período. Isso é muito importante, mas pode também significar que quando surgem necessidades urgentes ou oportunidades incríveis de transformação social, elas são ignoradas porque todos estão trabalhando com suas próprias problemáticas. As campanhas da Avaaz têm por alvo as necessidades e oportunidades mais urgentes, que surgem justamente quando se mais precisa de uma poderosa explosão de atenção por parte do povo do planeta. Trabalhamos continuadamente com parceiros de alta qualidade nas áreas em que fazemos campanhas e todos descrevem a Avaaz como um incrível valor agregado ao seu trabalho.

Décimo motivo – A prestação de contas democrática está indelevelmente embutida em nosso modelo
O modelo de campanhas da Avaaz é alimentado pelo povo. Nossas prioridades são definidas com frequência anual e semanal por pesquisas feitas em nosso quadro de membros, assim como cada campanha que fazemos. Não importa quanto esforço tivermos empregado no desenvolvimento de uma campanha: se ela não obtiver a aprovação dos membros, não a executaremos. Assim, diariamente, são nossos próprios membros que definem diretamente como devemos usar as doações que recebemos.

Décimo primeiro motivo – Não há outra organização como a nossa
A Avaaz é a primeira e única organização de ativistas genuinamente internacional com participação em massa, uso de alta tecnologia, alimentada pelo povo e dedicada a problemáticas múltiplas. Em um mundo no qual os problemas que enfrentamos têm caráter uniformemente planetário e as soluções para esses problemas cada vez mais exigem uma ação democrática planetária, a Avaaz tem uma posição única para gerar transformações. Nenhuma outra organização é capaz de mobilizar rapidamente e em grande escala uma pressão democrática em mais de 150 países em menos de 24 horas. Um novo modelo de política baseada na internet e alimentado pelo povo tem mudado a política em diversos países, e a Avaaz está levando esse modelo de sucesso comprovado ao nível global. O resultado disso é um movimento virtual global que já é o maior da história – e estamos apenas começando...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Processo dito como "Desfavelamento " na Favela da Mata

Informativo do Movimento

PRÓ MORADIA E CIDADÂNIA
       Editorial

26/12/2011

Assunto – A Favela fica


Processo de Desfavelamento muda e o pano de fundo agora se confessa  como  pauta principal

O Processo de Desfavelamento divulgado como objetivo primeiro na promoção da dignidade humana na próxima quarta feira (dia 28) irá mostrar a sua face cruel da subserviência do poder público  ao verdadeiro poder – o econômico-  porque se revela apenas como pano de fundo para a regularização precipitada de um zoneamento de ruídos do aeroporto, que não existe .
Para evitar despejos e prováveis ocorrências policias  , a exemplo das atrocidades cometidas contra os moradores da Favela da Família, que geraram  um enorme desgaste político,  a atual administração substituiu o processo de Desfavelamento das Favelas próximas ao aeroporto, por desocupação parcial, ou seja, somente a faixa da Favela da Mata que está na área de ruídos é que irá sair, o restante ficará sem prazo determinado.
Importante ressaltar que não existe ainda uma definição da faixa abrangida pela curva de ruídos que, em tese, deveria ser  desocupada de uso residencial porque se baseia apenas num estudo elaborado pelo IPT mas ainda não aprovado nem homologado pela autoridade aeronáutica, que, simplesmente, pode dizer que não aceita esse estudo e do Judiciário que também pode determinar a sua não aplicabilidade,  sentenciando que o Leite Lopes não seja nada mais que um aeroporto regional e que só permita o uso de aeronaves cuja curva de ruído não perturbe a vizinhança.
 Ou seja, pode mandar fechar o Leite Lopes e mandar construir um novo aeroporto.
A Favela continua, e isto demonstra que o Processo assume uma nova cara, melhor dizendo, assume a sua verdadeira face que estava escondida por objetivos eleitorais – Processo de remoção das comunidades  para atender ao zoneamento de ruídos,  sem nenhum interesse cidadão.

A finalidade principal que outrora era velada, agora se tornou transparente – O objetivo principal não é o ser humano que reside nas favelas e sim a regularização do  Aeroporto Leite Lopes
Como presente de fim de ano a Prefeita anunciou a remoção da Favela da Mata para o próximo dia 28 (quarta feira) , e nós do Movimento da Moradia, convidamos todos a uma reflexão, para assistirem logo  abaixo o vídeo produzido pelo Movimento da retrospectiva de todo este processo.
E nessa reflexão também se atente a que os políticos que agem dessa forma estão lá porque nós lá os colocamos. Vamos melhorar o nosso desempenho político e cidadão em 2012:
Em 2012 não vote em político de 3ª linha: vote em estadista


video

01 - Regularização Fundiária / 02 - Encaminhamentos da Raquel


_














  



Por Fátima Borges e Martha Follain

Amigos,
Todos os anos, Fátima Borges e eu, Martha Follain, repassamos esse texto com dicas, para acalmar nossos animais, por conta do infernal foguetório. Geralmente,  começamos o envio no mês de novembro, para que todos possam mandar fazer os florais, etc.
Esse ano, com o compromisso que tenho, em sempre melhorar o tratamento, estou indicando alguns óleos diferentes, fitoterapia, e cromoterapia. Quem quiser usar a recomendação dos anos anteriores, tudo bem!

 NATAL E PASSAGEM DE ANO DE 2011 - FLORAIS DE BACH, AROMATERAPIA E DICAS VALIOSAS!
 Não há pior época para os animais que as festas de fim de ano, isso porque o pânico que  sentem com o barulho ensurdecedor dos fogos de artifícios, é negligenciado pela grande maioria dos humanos, que esquece que a audição dos animais, principalmente dos cães, é muito maior que a nossa!
 Muitos animais fogem apavorados e acabam perdidos e/ou atropelados, outros na ânsia de se livrarem do intenso barulho terminam enforcados em suas próprias correntes, alguns animais têm convulsões, há ainda os que pulam das janelas de apartamentos, tamanho o pavor que sentem dos fogos. Não é difícil que um animal mude completamente seu comportamento após passar pela tortura de não ter como se livrar do intenso foguetório humano.

O pior de tudo é que nessas épocas, dificilmente se encontrará veterinários disponíveis para um atendimento emergencial, daí, o mais acertado é prevenir. Todos os anos, a Terapeuta Martha Follain, indica uma fórmula Floral para que todo o relato acima seja evitado, assim, pedi a mesma, autorização para repassar às pessoas mais sensíveis a fantástica fórmula, pois sem contra- ndicação, nenhum mal poderá causar ao seu bichinho e ainda promoverá, certamente, a tranqüilidade de todos e a certeza de que seu animalzinho ficará muito mais sereno!

Florais de Bach:
  ATENÇÃO: Quando for mandar manipular a fórmula Floral, lembre de avisar que a mesma NÂO poderá conter CONSERVANTES, portanto, O ÁLCOOL, A GLICERINA E O VINAGRE DE MAÇÃ estarão FORA! Nesta fórmula, somente poderá entrar ÁGUA MINERAL, e, embora, nas farmácias de manipulação costumem dizer que esta fórmula só dura dois dias, NA GELADEIRA, ela durará QUINZE DIAS, com certeza! Mande fazer, em qualquer farmácia de manipulação (aquela que avia receitas):   
 Recomendação:  RESCUE + CHERRY PLUM + ROCK ROSE + LARCH + VERVAIN + SWEET CHESTNUT.
  DOSAGEM: Para aves pequenas: 2 gotas da fórmula, 4 vezes ao dia, pode ser colocada no bebedouro;
 Para aves médias:  4 gotas da fórmula, 4 vezes ao dia, pode ser colocada no bebedouro;
 Para cães de pequeno e médio porte e gatos: 4 gotas da fórmula, 4 vezes ao dia, diretamente na boquinha;
 Para cães de grande porte e gigantes: 6 gotas, 4 vezes ao dia, diretamente na boquinha de seu amigão;
 Para cavalos ou animais de grande porte: 30 gotas, 4 vezes ao dia, no bebedouro.
 Para se ter absoluto sucesso no tratamento, é interessante que se tenha continuidade no mesmo, lembrando de ministrar as gotinhas regularmente. Aconselha-se a começar o tratamento, pelo menos, 5 dias antes do Natal e estendê-lo até o dia 3 de janeiro, já que algumas pessoas insistem em prolongar a barulheira!

Aromaterapia:
  Pingue1 gota de óleo essencial de lavanda e pingue a mistura no alto da cabecinha do animal, antes do foguetório.
 No caso de aves, passar um pano no fundo da gaiola com 1 gota do óleo essencial de lavanda com ½ copo americano de água destilada.
 Para cavalos (para não dispararem) - pingue cinco gotinhas de óleo essencial de lavanda + 5 gotas de óleo essencial de cipreste + 1 copo americano (200 ml) de água destilada. na baia, etc.

IMPORTANTE: Procure uma boa loja de produtos naturais, ou farmácia de manipulação ou farmácia homeopática - compre óleos essenciais naturais. Os sintéticos, além de não provocarem o efeito desejado, ainda podem causar alergias respiratórias.
 Para comprar por internet, óleos puros, naturais, com preços juntos e que eu, Martha Follain, confio:
www.phytoterapica.com.br
São Paulo - SP
(11) 31686111
 Fitoterapia:
Macela: Tranquilizante: 2 copinhos de café – infusão – 2 colheres de sopa das flores secas para 1litro de água – dar durante o dia;
 Cromoterapia:
Acenda uma lâmpada de 40 watts azul, no local onde o animal vai ficar.
 
OUTRAS DICAS PARA AJUDAR NOSSOS AMIGOS:
Procure manter seus gatinhos num quarto fechado, confortável, com água, comidinha e, se possível com música suave, onde ninguém tenha acesso. Deixe, pelo menos, uma porta de armário aberta para que eles possam entrar caso entrem em pânico, os gatos são muito sensíveis!
 Quanto aos cãezinhos também deverão ser mantidos num cômodo confortável, livres de correntes, com música suave, sem que pessoas estranhas tenham acesso ao cômodo. NÃO deixe muitos cães juntos, pois o pânico que os rojões geram pode ocasionar brigas com consequências irreparáveis.
 Saiba que é muito importante proteger seu animalzinho, seja qual for! Não faça com o outro o que não quer pra si próprio! Se você não puder colocar os animais dentro de casa, coloque música suave nos canis e, de preferência, lembre dos  FLORAIS  E ÓLEOS ESSENCIAIS da doutora Martha, principalmente, se não puder atender a campanha anual da Ong. FALA BICHO, quando determina nas festas de fim de ano, "BICHARADA, PASSA PRA DENTRO".
 Fátima Borges - Professora de Português, Teatro Infantil, Poetisa, Artista Plástica, Vice-presidente da Ong. DAAJ-Defesa Animal e Ambiental com Apoio Jurídico.
 Martha Follain - Terapeuta Holística: para animais humanos e animais não humanos - CRTH 0243
 www.floraisecia.com.br
 USE AS RECEITAS ACIMA PARA SEUS ANIMAIS E REPASSE A INDICAÇÃO

sábado, 24 de dezembro de 2011

01 - legislativo / 02 - aniversário do Lepera / 03 - Frei Gilvander

Sábado,   24 de Dezembro de 2011
Oposição pode conseguir anulação, diz especialista
Projeto foi aprovado na quinta-feira com 12 votos dos governistas
Monize Zampieri
Os seis vereadores do bloco de oposição podem conseguir na Justiça a anulação da votação do projeto de Revisão da Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo, aprovado na quinta-feira (22), na Câmara, com 12 votos da base governista. O desconhecimento sobre a matéria votada - o substitutivo não estava pronto até o início da sessão - e a elaboração do substitutivo pela Comissão de Justiça - ao invés do Executivo, que é o autor do projeto original - podem ser argumentados, de acordo com o advogado especialista em administração pública municipal Marco Aurélio Damião.
"O desconhecimento dos vereadores sobre a matéria votada, sem cópia do texto e sem leitura na sessão e, principalmente, a votação e aprovação de projeto substitutivo, usurpando competência privativa da prefeita, podem ser objetos de impugnação judicial, com fundamento no vício de iniciativa do processo legislativo", informou o Damião, que já prestou assessoria na Fundação Prefeito Faria Lima/CEPAM (Centro de Estudos e Pesquisas da Administração Municipal).
Entretanto, na opinião do especialista, apesar de haver três correntes doutrinárias quanto ao número de votos necessários para aprovação da matéria, o bloco não deve conseguir a anulação da votação alegando que seriam necessários 14 votos favoráveis (maioria qualificada), ao invés dos 12 obtidos. "Considero muito difícil o Poder Judiciário adotar a tese", afirmou.
 
Segundo Damião, na tese de maior autonomia e competência legislativa aos Estados e Municípios, o quórum é de maioria absoluta (11 votos) - no caso de projetos de leis complementares. "A matéria versa sobre a revisão da Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo e não o Plano Diretor propriamente dito, visto que este já foi votado pelos vereadores", declarou.
_______________________________________________________________

A Cidade - Sábado 24 de Dezembro de 2011 -
Prefeitura falha em tentativa ‘às escuras’
Monize Zampieri
O Executivo não conseguiu aprovar na quinta-feira (22), na Câmara, projeto de reestruturação do Instituto de Previdência dos Municipiários de Ribeirão Preto (IPM) - discussão estourou o tempo da sessão, que foi encerrada antes da votação. O substitutivo do projeto, que altera o plano de custeio de regime de previdência dos servidores públicos municipais, chegou ao Legislativo durante sessão e era desconhecido por vários vereadores.
Representante da categoria, o vereador André Luiz da Silva (PC do B) foi um dos maiores críticos à matéria, que deve ser votada, na próxima semana, em extraordinária a ser convocada pela prefeita Dárcy Vera (PSD). "Só voto com dignidade, respeito aos vereadores e convencimento. Como vou votar um projeto sem sequer conhecer seu teor?", questionou André.
Na sexta-feira (23), o pedido de convocação foi confirmado pelo secretário de Governo, Jamil Albuquerque, que negou que o conteúdo seja desconhecido. "Houve explicações para os vereadores. Há a necessidade da aprovação, porque precisamos apresentar o cálculo atuarial para os próximos anos", afirmou.
A prefeitura deve disponibilizar técnicos para sanarem as dúvidas dos vereadores, segundo Albuquerque

__________________________________________________



Na Vila da Fé se vive pela fé
Gilvander Luís Moreira[1]

Na véspera do Natal de 2011, na companhia de militantes das Brigadas Populares e do Programa Pólos de Cidadania da UFMG, visitamos a Comunidade Vila da Fé, no Morro Alto, em Vespasiano, região metropolitana de Belo Horizonte, MG. Lá 400 famílias - cerca de 2.200 pessoas - estão sobrevivendo em área de risco há 20 anos. Com as chuvas da última semana, dezenas de casas, nas encostas dos morros, estão sob ameaça de desabamento. Vários morros já desmoronaram atingindo várias casas. Várias pessoas – idosos, deficientes e doentes - foram retirados de seus casebres e levados para casas de parentes, que, também pobres, não agüentam mais peso nas costas. Alguém da Defesa Civil esteve no local e disse que as famílias devem sair, mas não ofereceu nenhuma alternativa digna. “Aqui não dá para dormir em paz. Outro dia, enquanto a gente dormia, o morro desabou aqui ao lado da nossa casa. Sair para onde? Não temos alternativa. O prefeito de Vespasiano, o sr. Carlos Moura Murta (do PMDB) apareceu aqui na época da campanha, disse que iria construir casas decentes para o povo daqui, mas nunca mais pôs o pé aqui”, desabafa Neide, moradora da Vila da Fé.
Ao ouvir jornalistas da grande imprensa dizer/escrever: “A chuva está castigando Minas Gerais. Já são 24 municípios em estado de emergência” (“Informe” de 22/12/2011), fico irado, porque a chuva é benfazeja, cai sobre bons e maus, é reflexo da bondade de Deus. A chuva não castiga e nem desabriga ninguém. Quem castiga e desabriga é o sistema capitalista – e os seus executivos - que descarta as pessoas. A Chuva apenas desnuda a tremenda injustiça reinante. Normalmente quem mais sofre com “as chuvas”, digo, com a injustiça social, são as famílias que tiveram seus direitos humanos - direito à moradia, ao trabalho, à educação - desrespeitados por pessoas que adoram o deus capital.
Como ironia da história, a Vila da Fé está a 600 metros da Cidade Administrativa, o suntuoso palácio do governador de Minas. Quem passa na BR – indo ou voltando do aeroporto de Confins - observa a suntuosidade da Cidade Administrativa, mas não imagina que ali atrás, quase nos fundos, “no quintal”, há 400 famílias injustiçadas clamando por respeito aos seus direitos humanos. “O governador é nosso vizinho aqui, mas nunca veio aqui nos visitar. Pensam que não somos gente, que somos cachorros”, desabafa dona Maria, que é faxineira na Cidade Administrativa.
Na Vila da Fé, além de centenas de casas estarem em encostas, um riacho não canalizado sempre transborda com a chuva e inunda casas que estão à sua beira. “Quando chove, quem está dentro não sai e quem está fora não entra. A única forma de comunicação é pelo celular. Se alguém passa mal, é muito difícil prestar socorro”, alerta Lucas, um líder comunitário.
Nenhuma família, com renda de 0 a 3 salários mínimos, recebeu casa pelo Programa Minha Casa Minha Vida em Belo Horizonte e nem em Vespasiano. “Em Vespasiano já construíram 273 casas, mas parece que vão entregar só na véspera da campanha eleitoral”, afirma André, outro líder comunitário.
Na entrada da Vila da Fé há uma pequena e bonita placa: “Bem vindo à Vila da Fé!” Podemos acrescentar: onde se vive pela fé.
Até quando o prefeito de Vespasiano, o Governo de Minas, o Governo Federal e a classe dominante vão continuar pisando na dignidade de tantas famílias? E a sociedade - pessoas de boa vontade - até quando vamos nos omitir e tolerar essas injustiças?
Assista, nos links, abaixo, reportagem amadora, com gravação em celular, feita por Gilvander Moreira, assessor da Comissão Pastoral da Terra - CPT.

1) Vila da Fé no Morro Alto em Vespasiano, MG - 400 famílias em área de risco - 22/12/2011.
http://www.youtube.com/watch?v=yNFeQZkWosg

2) Vila da Fé - 2a parte - no Morro Alto em Vespasiano -

400 famílias em área de risco - 22/12/2011.
http://www.youtube.com/watch?v=RWTlYC6IxWI

3) Vila da Fé - 3a parte - no Morro Alto em Vespasiano -

400 famílias em área de risco - 22/12/2011.
http://www.youtube.com/watch?v=4GgkSn8Qotk

Belo Horizonte, 24/12/2011.
[1] Frei e padre carmelita; mestre em Exegese Bíblica; professor do Evangelho de Lucas e Atos dos Apóstolos, no Instituto Santo Tomás de Aquino – ISTA -, em Belo Horizonte – e no Seminário da Arquidiocese de Mariana, MG; assessor da CPT, CEBI, SAB e Via Campesina; e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br – www.gilvander.org.br – www.twitter.com/gilvanderluis - facebook: gilvander.moreira

_______________________________________________ 

A Cidade - 24-12-11